Mercado das TIC em Cabo Verde

20 03 2007

Antes de mais agradeço as reacções e os comentários do Eng. Hélio Varela, Eng. Jorge Lopes e do Eng. Roberto Barbosa ao post “NOSi vs Privados“. Recomendo a leitura desses comentários.

O post “NOSi vs Privados“, foi feito com o intuito de dar a conhecer as pessoas o que se passou nesse encontro. Tentei fazer uma descrição, o mais real possível, do que foi apresentado, do que foi discutido e, principalmente, do que pensam as empresas do sector relativamente à actuação e ao papel do NOSi.

Concordo perfeitamente com as opiniões expressas, na medida em que, para aplicações críticas precisamos realmente de SOLUÇÕES que dão garantia, independentemente de serem Opensource ou Proprietário.

Do meu ponto de vista, creio que existe, por parte das empresas, algum ressentimento, não sei se fundamentado ou não, por terem muitas dificuldades em prestar serviços às Instituições do Estado. Também estou de acordo que neste momento o sector privado não tem capacidade, capital humano, tecnológico, financeiro, logística, para se candidatar à realização dos Projectos de grande dimensão que o NOSi está a implementar.

Acho que o mercado que as empresas ambicionam é o de prestação de serviços de “pequena dimensão”, nomeadamente, desenvolvimento de sites, manutenção do parque informático, instalação, administração e manutenção de pequenas redes locais.

Caracterizando o tecido empresarial deste sector, verificamos que existem muitas empresas de pequena dimensão, menos do que um dezena de trabalhadores, que se dedicam a manutenção e assistência técnica, e as empresas de maiores dimensões e com maior capital financeiro são empresas que vendem equipamentos informáticos.

Portanto, há uma necessidade de todos os intervenientes, por excelência as Universidades, o Estado e o Sector Privado, se sentarem à mesa e tentar criar um ambiente propício e favorável ao desenvolvimento deste sector.

Anúncios




NOSi usa CMS Opensource

12 03 2007

O Opensource ganha espaço…

Numa visita ao site do NOSi, fiquei agradavelmente surpreendido por verificar que estão a usar uma CMS Opensource para a gestão de conteúdos. Já não era sem tempo adoptar essa estratégia, que é muito mais prática e eficiente na gestão e publicação de conteúdos. A instalação de um fórum no site, também feita em php, vem mostrar que o opensource tem muitas potencialidades a baixo custo que é necessário aproveitar.

Em termos de interactividade, o site, ou melhor o fórum deixa muito a desejar por estar fechado e não permitir, ainda, o feedback aos posts que são feitos. Creio que todos estão de acordo que não faz sentido abrir um fórum de discussão e não permitir que as pessoas opinem sobre os temas abordados no fórum.

Um outra questão, que a meu ver podia estar mais uniformizada, tem a ver com a forma como a informação está estruturada e escrita em secções do site. Acho que não tem muita lógica ter uma secção Usuários e no campo do formulário correspondente estar “Nome de Utilizador”, uma secção Visitas com um contador de visitas e ainda uma secção Press Room.